O Jogo ao Vivo

Lusa

Desempregados tratados como "bandidos" em centros de emprego, acusa Rede Europeia Anti-Pobreza

Desempregados tratados como "bandidos" em centros de emprego, acusa Rede Europeia Anti-Pobreza

Lisboa, 25 jan (Lusa) - O presidente da Rede Europeia Anti-Pobreza denunciou hoje que há centros de emprego que tratam os desempregados como "bandidos" e esquecem-se que, para terem direito a subsídio de desemprego, essas pessoas já descontaram para a Segurança Social.

Sérgio Aires falava no decorrer do debate promovido pela rádio Antena 1 sobre "Estado Social. Que futuro?", em Lisboa, no qual criticou o facto de alguns centros de emprego tratarem os desempregados como "bandidos".

No final do debate, o presidente da Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN) Portugal admitiu à agência Lusa que alguns centros de emprego, em algumas zonas do país, estão a passar por situações "que os próprios funcionários nunca imaginaram", "desde o número de pessoas que acorre aos centros de emprego até ao volume de trabalho que também aumentou".

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Outros Artigos Recomendados