Lusa

Madeira/Contas: Cavaco diz que omissão de dívidas foi grave, mas preparação de programa ajustamento é demorado

Madeira/Contas: Cavaco diz que omissão de dívidas foi grave, mas preparação de programa ajustamento é demorado

Lisboa, 28 set (Lusa) -- O Presidente da República reconheceu hoje que a omissão de dívidas públicas na Madeira configura uma situação grave, mas sublinhou que o programa de ajustamento não pode ser preparado "de um momento para o outro".

"O relatório [de avaliação económica e financeira] vai ficar preparado muito em breve, sei que vai ser divulgado na sexta-feira, mas tem que se compreender que não será fácil preparar de um momento para o outro um programa de ajustamento que terá que ser muito rigoroso e que será complicado na sua elaboração", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, quando questionado sobre o facto do "programa de austeridade" para a Madeira só ir ser conhecido depois das eleições regionais de 09 de outubro.

Interrogado se a "transparência" das eleições não poderia ser colocada em causa, Cavaco Silva sublinhou que, ao conhecerem o relatório na sexta-feira, os madeirenses ficarão a conhecer "qual o esforço que lhe vai ser exigido no futuro para resolver os problemas acumulados".

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.