dwfffsdfsafsdafsadfasfsdafsd

Paredes de Coura encheu-se uma vez mais para uma semana de música, festa e descanso junto às margens do rio Coura, onde dezenas de milhares de pessoas se reuniram para celebrar o verão. Veja os vídeos, as fotos e leia os textos que o JN produziu ao longo dos cinco dias em que acompanhou a par e passo o festival.

Festa

Paredes de Coura "transforma-se em metrópole" durante festival

 

Espírito intacto em Paredes de Coura

 
 
 
Em Paredes de Coura, os comerciantes estão preparados para fazer frente à semana mais movimentada do ano. Nesta época, o volume de negócio cresce com a afluência de gente ao festival.   Mesmo se a chuva e a lama não cumpriram a tradição, há uma coisa que permaneceu intacta: o espírito de Coura. Música no campismo, acrobacias no rio Coura, banhos de sol e cerveja.
     

14 anos a fazer história no campismo de Paredes de Coura

 

Um festival onde se traz uma Gina

 
 
 
São de Braga, mas têm elementos que vêm do Algarve, e juntam-se em Paredes de Coura desde 1999. Este ano, contam ter 59 pessoas no acampamento de luxo, onde não falta um fogão de alto calibre e um frigorífico, que habitualmente montam no campismo do festival. Com este grupo, estão guardadas muitas histórias de anos a fio de festival, muito embora a maior parte delas não possam ser contadas para câmara.   Há quem traga a sua própria mascote a Paredes de Coura. E há também quem saia do festival com um novo animal de estimação. Há tempos, João Pereira, Xico Sid e Luís Salgado cruzaram-se com Gina Escachada e, desde então, ela acompanha-os para todo o lado.
     

Uma semana para recordar

 

 

Música

Primeira noite de Coura em português

 

Concertos da segunda noite

Apenas com atuações no palco secundário, o festival foi inaugurado em português, com bandas como O Bisonte e Sensible Soccers.

  No segundo dia, Bombino, Alabama Shakes, Unknown Mortal Orchestra e The Discotexas Band atuaram no palco secundário.

Ordem para dançar até de madrugada

 

Paredes de Coura aos pés dos Alabama Shakes

Veja as fotos

 

Veja as fotos

 

Concertos do terceiro dia

 

Concertos da quarta noite do Festival Paredes de Coura

 
 
 
Everything Everything, Jagwar Ma, The Vaccines e Hot Chip atuaram no palco principal.   Echo and the Bunnymen, Simian Mobile Disco, The Glockenwise, Peace e The Horrors subiram ao palco principal.
     

Desconcertantes Tke Knife encerram terceiro dia em Paredes de Coura

 

Paredes de Coura convertida ao rock

Veja as fotos

 

Veja as fotos

Concertos do último dia

 

Bombino quebrou pacatez de Porreiras

 
 
 
Belle and Sebastian, Calexico e Black Bombaim atuaram no palco principal do último dia.   O Vodafone Music Sessions levou o artista de Niger e 50 convidados à Eira comunitária de Porreiras, uma pequena aldeia de Paredes de Coura, para um concerto exclusivo e invulgar.

Enchente no último dia

   

Veja as fotos

   

Capela do Ecce Homo e 50 festivaleiros ao som de Citizens

 

Ducktails num dos lugares mais altos de Coura

 
 
 
A banda britânica de indie rock, maravilhada com as paisagens de Paredes de Coura, atuou para cerca de 50 festivaleiros, horas antes de subir ao palco secundário.   No último dia do festival, foi a vez dos Ducktails atuarem num lugar improvável da cidade. O monte de São Sebastião foi o escolhido para o concerto intimista da banda norte americana.
     

 

 

Palco JN

Grandfather's House e Wild Apes estrearam o palco JN

 

The Mad Moiselle e Aetna no segundo dia do Palco JN

 
 
 
Grandfather's House e Wild Apes foram as duas primeiras bandas a subir ao palco JN.   The Mad Moiselle e Aetna foram as bandas que pisaram o palco JN, no segundo dia.
     

Palco JN fechou em grande estilo

   
 
   
Os Abominável e os Imaginary Friend encerraram os concertos no Palco JN.    

 

 

Entrevistas

Bisonte

 

And So I Watch You From Afar

 
 
 
O Bisonte, projeto português de música rock, tocou no Vodafone Paredes de Coura no primeiro dia de música no palco secundário. David Lobão, o vocalista, revelou ao JN que esta atuação foi o cumprir de um "sonho".   Antes do concerto que encerrou o festival Vodafone Paredes de Coura, os As So I Watch You From Afar afirmaram ao JN que o público português é "louco e interessado".
     

:Papercutz

 

Black Bombaim

 
 
 
O projeto :Papercutz, do portuense Bruno Miguel, fala da adesão do público presente durante o seu espetáculo.   Os Black Bombaim abriram as hostilidades no palco principal no último dia. Ao JN, Tojó garante que o desafio de tocar no festival foi superado.
     

Glockenwise

 

Tapejunk

 
 
 
A menos de 24 horas do concerto com que vão abrir o palco principal no quarto dia, confessaram alguma ansiedade em tocar num festival em que vão "desde miúdos".   Os portugueses Tape Junk abriram os cinco dias de música do festival. Ao JN, a banda sublinhou a importância da amizade que os une.