A intenção de voto para as eleições legislativas dia a dia
O JN publica, entre 21 de setembro e 4 de outubro, em conjunto com a TSF e a TVI, uma "tracking poll". Esta sondagem diária tem uma amostra de cerca de 600 entrevistas, tal como a maioria dos barómetros que JN publica desde abril. Saber mais
O JN publica, entre 21 de setembro e 4 de outubro, em conjunto com a TSF e a TVI, uma "tracking poll". Esta sondagem diária tem uma amostra de cerca de 600 entrevistas, tal como a maioria dos barómetros que JN publica desde abril.

O que é uma "tracking poll"?

A diferença fundamental para uma sondagem "clássica" está no facto de as entrevistas para as "tracking poll" serem recolhidas de uma forma faseada. Isso significa que a Pitagórica, que está a fazer o trabalho de campo e o tratamento dos dados, acrescenta, todos os dias, 150 novas entrevistas, retirando as 150 recolhidas há mais tempo. No final, terão sido feitos cerca de 2700 inquéritos, recolhidos ao longo de 18 dias e publicados durante 14 dias.

Distribuição de indecisos

Para este novo trabalho foi também decidida uma alteração do método de fazer as projeções dos resultados. Nos barómetros de abril, maio, julho, agosto e setembro, à intenção de voto direto somava-se a distribuição de indecisos, mas também o tratamento da abstenção, através de um conjunto de oito perguntas feitas aos inquiridos.

Durante os 14 dias de publicação desta "tracking poll" a Pitagórica faz uma projeção que terá por base a intenção direta de voto e a distribuição proporcional dos indecisos, sem tratamento da abstenção.

Minimizar texto
INTENÇÃO DE VOTO
Se as eleições legislativas se realizassem neste momento, em que partido votaria?
Arraste o gráfico
LÍDERES EM DESTAQUE
Face à opinião que tinha sobre esse candidato, diria que aquilo que viu/ouviu/leu sobre esse candidato piorou, manteve ou melhorou a sua opinião?
Arraste o gráfico
MAIORIA ABSOLUTA
Na sua opinião era útil para Portugal uma maioria absoluta?
Arraste o gráfico
Sondagem Pitagórica para o JN - Ver ficha técnica
Infografia: Tiago Coelho
Fechar
FICHA TÉCNICA:

Durante 4 dias (20 a 23 de Setembro 2019) foram recolhidas diariamente pela Pitagórica para a TVI, o JN e a TSF uma sub-amostra de 150 entrevistas representativa do universo eleitoral português (não probabilístico)  tendo por base os critérios de género, idade e região. O resultado do apuramento dos 4 últimos dias de trabalho de campo, implica uma amostra 600 indivíduos que para um grau de confiança de 95,5% corresponde a uma margem de erro máxima de ±4,07%.  A seleção dos entrevistados foi  realizada através de geração aleatória de números de “telemóvel” mantendo a proporção dos 3 principais operadores identificados pelo relatório da ANACOM, sempre que necessário são selecionados aleatoriamente números fixos para apoiar o cumprimento do plano amostral. As entrevistas são recolhidas através de entrevista telefónica (CATI – Computer Assisted Telephone Interviewing).

O estudo tem como objetivo avaliar a opinião dos eleitores Portugueses, sobre temas relacionados com as eleições, nomeadamente os principais protagonistas, os momentos da campanha bem como a intenção de voto nos vários partidos. A taxa de resposta foi de 60,61% e a direção técnica do estudo é da responsabilidade de Rita Marques da Silva. A Ficha técnica completa bem como todos os resultados foram disponibilizados junto da Entidade Reguladora da Comunicação Social que os disponibilizara oportunamente para consulta online.