Estudo

A potencial energia verde: tijolos podem ser transformados em baterias no futuro

A potencial energia verde: tijolos podem ser transformados em baterias no futuro

Um estudo publicado na revista científica "Nature Communications" revela que os tijolos, alicerces na construção de quase todas as casas, podem armazenar energia suficiente para acender luzes LED. Caso a pesquisa dos cientistas evolua, os tijolos poderão tornar-se uma energia verde e sustentável.

Os resultados publicados esta terça-feira por um grupo de cientistas na "Nature Communications" vêm dar um valor acrescentado a casas de todo o mundo. Os tijolos tradicionais podem ser transformados em objetos de armazenamento de energia. Para já, conseguiram "alimentar" luzes LED, mas caso a pesquisa evolua e se torne acessível globalmente, as paredes das nossas casas podem carregar, por exemplo, um computador portátil. Parece estranho, mas a ciência explica.

Os blocos de construção já conseguem, por si só, armazenar algum calor. Contudo, os cientistas tentaram ir mais longe: introduzir uma série de gases nos poros dos tijolos. Através desta experiência foi possível criar uma nanofibra plástica, que facilita a eletricidade. O tradicional tijolo laranja ficou azul durante este processo.

"O que demonstramos no nosso artigo é suficiente para acender a iluminação de emergência num corredor ou sensores que poderiam ser embutidos nas paredes de uma casa", disse Julio M. D'Arcy, professor da Universidade de Washington e um dos autores do estudo, citado pela "BBC".

Apesar da descoberta, a energia gerada pelos tijolos não é semelhante ao de uma bateria. São, afinal, ultracapacitores. O que é que isto significa? Conseguem armazenar uma grande quantidade de energia, mas não por muito tempo. D'Arcy dá o exemplo: "Uma bateria dá densidade de energia que permitirá conduzir 300 milhas [482 km], mas um ultracapacitor permite que se acelere muito rapidamente no sinal vermelho".

Depois de o lítio surgir como uma das energias do futuro - Portugal é um dos maiores produtores mundiais -, o novo estudo sobre tijolos "mostra que há potencial para armazenar energia elétrica", conclui Dan Brett, professor de engenharia eletroquímica da Universidade de Londres, em entrevista ao canal de televisão britânico.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG