Racismo

Algoritmo do Facebook rotulou homens negros como "primatas"

Algoritmo do Facebook rotulou homens negros como "primatas"

Um software da rede social Facebook foi desativado, depois de ter identificado um vídeo com pessoas negras com o tópico "primatas". A empresa pediu desculpa e vai analisar o sucedido, naquele que é mais um episódio de erro de programação relacionado com o reconhecimento facial de pessoas não brancas.

Um porta-voz do Facebook reconheceu que se tratou de "um erro claramente inaceitável" e disse que o software de recomendação envolvido foi retirado da rede social. "Pedimos desculpa a todos aqueles que possam ter visto estas recomendações ofensivas", disse o Facebook em resposta a uma pergunta da AFP.

"Desativámos toda a funcionalidade de recomendação de tópicos assim que nos apercebemos que isto estava a acontecer para podermos investigar a causa e evitar que isto volte a acontecer". Vários softwares de reconhecimento facial têm sido muito criticados por defensores dos direitos civis, que apontam problemas de exatidão, particularmente no que diz respeito a pessoas que não são brancas.

Este caso foi espoletado por um vídeo de tabloide britânico "DailyMail" com homens negros, onde era mostrada uma mensagem automática a perguntar se o utilizador gostaria de "continuar a ver vídeos sobre Primatas". O vídeo de junho de 2020 em questão tinha o título "Homem branco chama polícias devido a homens negros na marina".

Uma captura de ecrã da recomendação foi partilhada no Twitter pelo antigo gestor de design de conteúdos do Facebook Darci Groves. "Esta mensagem de 'continuar a ver' é inaceitável", disse Groves, apontando a mensagem a antigos colegas no Facebook.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG