Tecnologia

Apple anuncia novos iPhone 14 com superecrãs e deteção de acidentes

Apple anuncia novos iPhone 14 com superecrãs e deteção de acidentes

É oficial: a Apple acaba de anunciar o novo iPhone 14, iPhone 14 Plus, iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max no seu grande evento de fim de verão, "Vamos mais longe".

Quase todos estarão à venda a 16 de setembro (salvo o Pro Max, apenas a 7 de outubro), com pré-reservas a começar esta sexta-feira. Os preços em Portugal irão dos 1039 euros para o iPhone 14 (6,1 polegadas) e 1189 para o 14 Plus (6,7 polegadas) até 1349 euros pelo 14 Pro e 1499 euros pelo 14 Pro Max.

Ajuda em caso de acidentes e supercâmaras são os grandes focos deste novo alinhamento do iPhone, que para lá disso não traz enormes diferenças em relação aos modelos 13.

PUB

Mas aquilo que traz de novo é relevante. Uma das funcionalidades mais interessantes dos novos smartphones é o SOS de emergência via satélite, para ajudar em situações urgentes quando o utilizador não tem cobertura. Mesmo sem acesso à rede, o iPhone 14 poderá contactar os serviços de emergência e permitir-lhes localizar a pessoa em perigo, por exemplo numa zona remota de difícil acesso. Este é um serviço que vai começar a ser fornecido em novembro nos Estados Unidos e Canadá, esperando-se que seja depois alargado a outros mercados.

Além desta novidade, os modelos terão também a capacidade de detetar acidentes, usando elementos como o giroscópio, acelerómetro e GPS. A "crash detection" é uma funcionalidade que a Apple está a introduzir no iPhone e nos próximos relógios Apple Watch Series 8 e Ultra, também apresentados hoje. Não só os dispositivos detetam que houve um impacto como determinam a localização exata da vítima e avisam os serviços de emergência e os contactos de emergência previamente determinados.

Em termos de ecrã, o iPhone 14 Plus tem um tamanho de 6,7 polegadas, enquanto o 14 vem com 6,1. Ambos trazem o chip A15 Bionic e melhorias na câmara, especialmente em ambientes de pouca luminosidade.

As pré-reservas abrem a 9 de setembro com um preço de 799 dólares para o 14 e 899 para o 14 Plus.

As jóias desta coroa de Cupertino são, no entanto, os modelos Pro. No alinhamento 2022, o foco volta a ser o desempenho das câmaras para fotografia e vídeo, tal como no 13 Pro no ano passado. A câmara traseira tem agora 48 megapíxeis e há uma série de melhorias viradas para profissionais, como o estabilizador do "action mode" para filmar vídeos em ambientes instáveis. O smartphone da Apple "continua a ser o único a filmar em ProRes", referiu um dos gestores de produto.

Nos Pro, o que também salta à vista é o ecrã. Estes modelos premium passam a ter o modo "always on", o que permite visualizar o ecrã principal em todos os momentos sem ter de tocar no telefone. No centro do topo, a Apple adicionou a "dynamic island", uma ilha de notificações que se expande e modifica conforme o que esteja a acontecer. É um "espaço altamente adaptável para o ecrã home", descreveu o responsável da Apple Alan Dye. Os Pro vêm com o chip A16 Bionic e a melhoria na câmara é tão significativa que "alargam as fronteiras do que é possível em fotografia", disse Dye.

O brasileiro Vítor Silva, que trabalha na Apple em Silicon Valley, fez uma apresentação detalhada do que será possível fazer com as novas câmaras do 14 Pro e Pro Max. Têm "melhorias dramáticas no desempenho em baixa luminosidade", disse Silva. "Este é o nosso sistema de câmara pro mais poderoso de sempre."

O CEO Tim Cook, que foi apresentando os vários executivos e gestores de produto ao longo da apresentação, garantiu que "este é o alinhamento pro mais inovador de sempre" da Apple. A apresentação foi feita a partir do Apple Park, em Cupertino, mas estava previamente gravada.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG