Tecnologia

'Code V' detecta falhas de segurança em software

'Code V' detecta falhas de segurança em software

Uma empresa formada por investigadores da Universidade de Coimbra criou uma tecnologia inovadora que detecta e corrige, em tempo útil, problemas de segurança em software.

O "Code V" (código de verificação) é um "inspector-professor inteligente que detecta problemas de segurança no software, em todas as suas fases de desenvolvimento, dispara alertas, produz relatórios e dá instruções para a rápida correcção dos problemas identificados", segundo uma nota da assessoria de imprensa da Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

Francisco Nina Rente, arquitecto de segurança da empresa "start-up" DOGNAEDIS e investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, explica que o produto funciona como um "perito de segurança informática e é um agente inteligente que percebe como um software funciona e se tem ou não problemas de segurança".

Resultado de dois anos de investigação, o "Code V" distingue-se de outros equivalentes pela maneira como interage com os utilizadores. Francisco Nina Rente explica que o a tecnologia dá "informação relevante desde o início do processo de concepção do software" e permite assim uma redução de custos e uma maior eficiência.

"É um sistema que encara a segurança informática como um processo contínuo e holístico. Por isso, está dotado de algoritmos inteligentes que utilizam um elevadíssimo nível de conhecimento e lógica que permitem detectar uma vasta gama de problemas, nomeadamente violação de bases de dados para fins criminosos ou intrusão nos sistemas de autenticação", explica o investigador.

Testado "nos 40 maiores softwares livres existentes no mercado, nomeadamente em softwares utilizados pelo Estado português, o 'Code V' identificou 28 vulnerabilidades do tipo zero-dias, isto é, problemas de segurança não conhecidos até a data", segundo a nota da reitoria.

O "Code V" já está a ser comercializado pela DOGANEDIS e uma versão simples é disponibilizada gratuitamente no site da empresa. O público-alvo consiste em empresas que produzem software e grandes organizações estatais que desenvolvem softwares.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG