Tecnologia

Empresa israelita cria bateria para carro que carrega em cinco minutos

Empresa israelita cria bateria para carro que carrega em cinco minutos

A empresa StoreDot desenvolveu baterias para carros elétricos que vão carregar em apenas cinco minutos e que dão uma autonomia de 161 quilómetros.

Pela primeira vez, uma empresa desenvolveu baterias para carros elétricos capazes de carregar em cinco minutos, aproximando-as assim do tempo em que um carro a gasolina demora a abastecer.

As novas baterias foram desenvolvidas pela StoreDot, empresa israelita que se dedica à criação de baterias mais rápidas do que as tradicionais, e é fabricada pela Eve Energy, na China.

A StoreDot já é conhecida no mercado pela produção de baterias para telemóveis, drones e scooters, e trabalha com empresas como a Samsung e a Daimler. Para já, produziu mil amostras para apresentar aos fabricantes de automóveis.

"Ou se tem medo de ficar preso na autoestrada, ou será necessário sentar-se numa estação de carregamento durante duas horas. Mas se a experiência do condutor for exatamente como abastecer um carro a gasolina, toda esta ansiedade vai desaparecer", explica Doron Myersdorf, CEO da StoreDot, citado pelo "The Guardian".

As baterias desenvolvidas substituíram o uso de grafite por nanopartículas semicondutoras, que são à base de germânio. O próximo passo da StoreDot é utilizar silício, que é muito mais barato. Várias empresas como Tesla, Enevate e Sila Nanotechnologies estão também a criar baterias de carregamento rápido.

"Penso que as baterias de carregamento rápido estarão disponíveis para o mercado de massas dentro de três anos. Não são mais caras e permitem aos fabricantes de automóveis reduzir o tamanho da bateria de bordo ", diz Chao-Yang Wang, professor no Centro de Tecnologia de Baterias e Armazenamento de Energia, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA.

PUB

Porém, ao rever as baterias, Anna Tomaszewska, do Imperial College London, no Reino Unido, foi menos otimista. A cientista credita que "tecnologias, como as do StoreDot, podem começar a entrar no mercado nos próximos cinco anos"-

"Uma vez que serão mais difíceis e dispendiosas de fabricar, é provável que inicialmente só as vejamos em nichos de mercado que são altamente sensíveis ao desempenho e não tão sensíveis ao preço dos veículos elétricos", acrescenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG