O Jogo ao Vivo

Tecnologia

Encontrado erro no código criador da World Wide Web vendido por 4,5 milhões de euros

Encontrado erro no código criador da World Wide Web vendido por 4,5 milhões de euros

Tim Berners-Lee vendeu o NFT do código original da World Wide Web, que criou em 1989, ​​​​​​​num leilão online organizado pela Sotheby's. Compra atingiu os 4,5 milhões de euros.

Foi encontrado um erro de codificação, no NFT do código da World Wide Web vendido por 4,5 milhões de euros, pelo seu criador. Engano foi detetado num vídeo que mostra o código utilizado no primeiro navegador da internet.

O investigador que encontrou o erro afirmou que se trata de um "simples engano". Mikko Hypponen, trabalhador da empresa de segurança F Secure, explicou que os símbolos "<" e ">" foram traduzidos para a linguagem de marcação de hipertexto, HTML, como "& lt; & gt;".

Esta tática era usada, por vezes, para proteger o código mas, neste caso, parece ter sido apenas um equívoco.

O Non Fungible Token (NFT) das nove mil linhas do código usado para criar a World Wide Web, em 1989, foi vendido por 5,4 milhões de dólares, o que corresponde a 4,5 milhões de euros. O comprador, que adquiriu a NFT num leilão online, não foi identificado.

Um NFT é um ficheiro infungível, sendo que não-fungível é algo que tem características únicas, não se gasta e que não pode ser trocado por outra coisa. Por sua vez, algo fungível pode ser trocado por outra coisa do mesmo valor, como é o caso do dinheiro.

Trata-se de uma imagem digital encriptada e única, que utiliza a tecnologia blockchain, o mesmo protocolo de transação na internet que está ligado às criptomoedas.

PUB

Na base de um NFT está um ficheiro informático, sobretudo de imagem, mas que pode ser de qualquer tipo, como música, uma receita, entre outros. O ficheiro ao ser registado na tecnologia blockchain torna-se único, sendo possível saber quando é que o ficheiro foi criado, quem o possui e a quem já pertenceu anteriormente.

O registo do NFT na blockchain traduz-se num certificado de autenticidade digital.

De acordo com o jornal "The Guardian", O NFT leiloado foi produzido em 2021, no entanto, representa a propriedade sobre vários itens digitais de Tim Berners-Lee, quando inventou o primeiro navegador da internet em 1989.

O leilão do código base da World Wide Web, que decorreu entre 23 e 20 de junho, começou nos mil dólares, correspondentes a cerca de 841 euros.

O NFT vendido é constituído por quatro itens diferentes: 9.555 linhas de código escritas entre 1990 e 1991, uma visualização animada do código de 30 minutos, um poster digital do código e uma carta digital escrita por Berners-Lee em junho de 2021.

Segundo a Sotheby"s, os lucros iriam para causas escolhidas por Tim Berners-Lee e sua esposa.

A transação deste NFT ultrapassou a venda do primeira publicação na rede social Twitter, que alcançou os 2,4 milhões de euros.

Em declarações ao "The Guardian", Berners-Lee afirma que não está a vender o código-fonte, mas "imagem" daquilo que foi criado há 32 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG