Tecnologia

"eRosário": uma espécie de smartwatch do Vaticano que custa 99 euros

"eRosário": uma espécie de smartwatch do Vaticano que custa 99 euros

É um terço ou, como foi batizado, um "eRosário", que se pode vestir ou usar como uma pulseira ou relógio e que, tal como qualquer outro acessório do género, é ligado a uma aplicação no telemóvel e ativa-se ao fazer o sinal da cruz. O rosário eletrónico do Vaticano já está à venda e custa 99 euros.

O equipamento anunciado em comunicado pela Santa Sé trata-se do "eRosário - clique para rezar", uma nova tecnologia que pretende atrair os mais jovens ao catolicismo.

Segundo o Vaticano, o rosário eletrónico é composto por dez contas feitas em ágata e hematita e por um "crucifixo inteligente", que pode armazenar alguma informação. Os fiéis poderão também escolher se querem rezar o rosário normal, o dos mistérios ou um terço temático que a aplicação vai atualizando ao longo do ano. Se quiser saber como vai a sua prática católica, o utilizador pode consultar no dispositivo a progressão ao longo das orações, assim como o número total de terços rezados. Além disso, também conta os passos e as calorias, para os fiéis mais ativos.

O Vaticano revela que o rosário faz parte da família "Clique para Rezar", a aplicação oficial do Papa para a Rede Mundial de Oração, e tem como objetivo ensinar a rezar o terço e contribuir para a paz no Mundo.

O "eRosário" custa 99 euros e, para já, só pode ser adquirido na Amazon Italiana.