Tecnologia

EUA vigiam e acedem aos servidores do Facebook, Google, Youtube e Apple

EUA vigiam e acedem aos servidores do Facebook, Google, Youtube e Apple

A Agência Nacional de Segurança dos EUA e o FBI têm acesso aos servidores de nove gigantes da internet, como Microsoft, Yahoo!, Google e Facebook, revelaram o "Washington Post" e o "Guardian". As comunicações via Skype podem, inclusive, ser espiadas em direto.

O diário norte-americano foi contatado por um antigo agente dos serviços de informações, que lhe forneceu documentação, entre a qual uma apresentação em "powerpoint" usada na formação de agentes, descrevendo a parceria entre a Agência Nacional de Segurança (NSA) e as empresas da internet.

O programa secreto, com o nome de código PRISM, está em vigor desde 2007 e permite à NSA ligar-se aos servidores das empresas para consultar informações sobre os utilizadores, existindo motivos para "admitir razoavelmente" que estão no estrangeiro, tudo sem qualquer autorização judicial.

A lei dos EUA protege os seus cidadãos de uma vigilância feita sem autorização, mas as pessoas fora do território norte-americano não beneficiam desta proteção, pelo que podem ser espiados em toda a legalidade.

Skype, AOL, YouTube, Apple e PalTalk participam também no sistema e a plataforma de alojamento de ficheiros Dropbox deveria ser acrescentada em breve.

Segundo o "Guardian", a NSA pode consultar "as mensagens eletrónicas, as discussões por vídeo e áudio, os vídeos, as fotografias, as transferências de ficheiros, os pormenores das redes sociais, e mais".

As comunicações via Skype podem, inclusive, ser espiadas em direto.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG