Tecnologia

França proíbe uso de Facebook e Twitter nos média

França proíbe uso de Facebook e Twitter nos média

O Conselho Superior de Audiovisual da França publicou um alerta esclarecendo que os apresentadores de rádio ou televisão não podem mencionar os nomes das redes sociais Facebook e Twitter nas suas transmissões.

A decisão está a gerar polémica nas redes sociais. Segundo a porta-voz do Conselho Superior de Audiovisual (CSA), Christine Kelly, a lei serve apenas para impedir que algumas redes sociais sejam apresentadas como preferenciais pelos meios de comunicação franceses.

"Se permitirmos que o Facebook e o Twitter sejam citados no ar, vamos abrir uma caixa de Pandora. Outras redes sociais vão reclamar e perguntar: por que não nós?", justifica Christine Kelly, citada pelo jornal brasileiro "O Globo".

O pivô do telejornal "20 Heures", David Pujadas, foi proibido de dizer qualquer tipo de comentário que convide os telespectadores a acompanhar o canal de TV nas redes sociais Facebook e Twitter, tendo assim que se referir aos sites de outra forma, o que exigirá bastante criatividade. A CSA sugere, por exemplo, que se remeta simplesmente para "as redes sociais".

Especula-se ainda que a medida possa ter razões nacionalistas. O Facebook e o Twitter são empresas norte-americanas que representam símbolos do império dos EUA, assim como a Apple, McDonald's ou Coca-Cola, noticia "O Globo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG