Tecnologia

"Google Indoor Maps" chega a Portugal

"Google Indoor Maps" chega a Portugal

Já é possível consultar online as plantas detalhadas de locais como o Estádio do Dragão, os Palácios da Pena ou de Sintra ou o Centro Cultural de Belém.

O Google Maps está cada vez mais detalhado. Agora, para além das funcionalidades já conhecidas, passou a disponibilizar em Portugal o "Indoor Maps", uma ferramenta que oferece mapas detalhados de edifícios relevantes.

Para já, estão disponíveis online as plantas de 49 edifícios portugueses. No Porto, todas as 17 estações situadas dentro da cidade figuram no "Indoor Maps", bem como a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Também o Palácio da Bolsa e o Estádio do Dragão figuram entre os espaços portuenses que já possuem mapa detalhado na net.

A sul, palácios como o da Pena, Mafra, Monserrate, Queluz ou Sintra podem ser explorados usando o "Indoor Maps", juntamente com museus como o da Marinha ou do Azulejo e a Fundação Calouste Gulbenkian.

Duas superfícies comerciais, o El Corte Inglés lisboeta e o de Vila Nova de Gaia, estão, também disponíveis para exploração virtual. Treze estações de comboios nacionais (Aveiro, Braga, Guimarães, Coimbra, Faro, Lagos, Cascais, Cais do Sodré, Sintra, Porto - Campanhã, São Bento, Rossio e Santa Apolónia) fazem, igualmente, parte desta primeira leva de espaços disponibilizados.

Em comunicado, a empresa explica que esta funcionalidade permite "aos utilizadores visualizarem mapas interiores detalhados, encontrarem pontos de interesse relevantes no interior e obterem informação relevante útil".

Os mapas interiores vão estar disponíveis na versão "web" e "mobile" do Google Maps, aparecendo automaticamente sempre que o utilizador fizer uma ampliação de um local com mapa incluído. Através da ferramenta, vão estar identificados os pontos de interesse de cada local, que podem ser, por exemplo, "as lojas e secções presentes num centro comercial", "o número de cada sala em cada edifício da universidade" ou os terminais Multibanco "disponíveis num determinado local". "Sempre que um edifício tiver mais de um piso, o utilizador pode seleccionar o andar bastando clicar no número do piso a que pretende aceder", é dito.

PUB

Quem for proprietário de um espaço público também pode, a partir de hoje, adicionar a sua própria planta ao "Indoor Maps". Atualmente, existem mais de três mil milhões de metros quadrados de plantas em todo o planeta. O serviço está disponível em 20 países, com Portugal a juntar-se a nomes como Japão, Estados Unidos da América, Reino Unido, Brasil ou Austrália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG