"Too Good to Go"

Há uma app para baixar o desperdício alimentar

Há uma app para baixar o desperdício alimentar

Aplicação móvel permite encomendar comida que sobrou em estabelecimentos de Lisboa. Até ao final do ano estende-se a todo o país.

E se os excedentes alimentares de restaurantes, pastelarias, supermercados e outras superfícies comerciais pudessem chegar à mesa dos portugueses a preços mais baratos, evitando desperdícios e minimizando perdas aos estabelecimentos? Agora já é possível, através da aplicação Too Good to Go.

Trata-se de uma plataforma que agrega, para já, 53 parceiros, entre restaurantes, pastelarias e a Makro. Por enquanto está disponível apenas na cidade de Lisboa, mas a intenção é conseguir que mais estabelecimentos adiram e, até ao final do ano, marcar presença em todos os distritos.

Através da aplicação, os utilizadores compram uma das "Magic Box" disponíveis nos vários comércios, ou seja, uma caixa com uma seleção de comida feita por cada estabelecimento a partir dos alimentos excedentes daquele turno. Depois têm de ir levantar ao local, na hora indicada.

Os utilizadores escolhem o estabelecimento que mais lhes interessa, sendo que as opções variam entre comida chinesa, japonesa, italiana, portuguesa e até vegetariana e vegan. Entre os estabelecimentos parceiros, contam-se, por exemplo, os restaurantes Sushi at Home, Cotidiano, Boutik, Aruki, Primo Basílico, Copenhagen Coffee Lab, Polpetta, Chickinho, Eight Health Lounge, entre vários outros, que disponibilizam variados pratos ou produtos alimentares, que rondam entre os 2 e os 5 euros. O primeiro grossista a unir-se ao movimento em Portugal é a Makro.

50 mil refeições por dia

Segundo Madalena Rugeroni, gerente da Too Good To Go em Portugal, "desde o processo de produção até ao consumo em casa, os portugueses desperdiçam, todos os anos, 1 milhão de toneladas de comida. Se falarmos em número de refeições, os portugueses desperdiçam cerca de 50 mil refeições todos os dias", o que justifica a importância do projeto.

A Too Good To Go nasceu em 2016, na Dinamarca, para reduzir o desperdício alimentar. Já está presente em 13 países europeus, onde 17 milhões de utilizadores salvaram 23 milhões de refeições. Estima-se que na União Europeia se desperdicem, anualmente, 89 milhões de toneladas de comida.