2.ª edição

Huawei Portugal renova programa de bolsas para ajudar mais 50 estudantes universitários

Huawei Portugal renova programa de bolsas para ajudar mais 50 estudantes universitários

A iniciativa é dirigida a alunos das áreas de Engenharia, Tecnologia e Renováveis. As candidaturas decorrem até ao final de janeiro do próximo ano.

A Huawei Portugal anunciou esta quarta-feira a segunda edição do programa de bolsas de estudo para universitários portugueses, numa colaboração com o .PT. Criada em 2021, a iniciativa já apoiou 50 estudantes de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento, num investimento de 250 mil euros.

Nesta edição, a Huawei Portugal compromete-se a apoiar mais 50 alunos. Além de abranger estudantes de Engenharia, Tecnologia e áreas relacionadas, o programa está também direcionado, este ano, às Energias Renováveis.

PUB

"As 50 histórias de quem já é apoiado por nós inspiraram-nos profundamente", contou fonte da empresa, em comunicado, justificando assim a repetição do projeto.

"Os bons exemplos e os bons programas devem sempre ser repetidos. Por isso lançamos, com grande entusiasmo, a segunda edição deste programa de bolsas, fortalecendo esta aposta nos nossos e nas nossas jovens e nas suas qualificações", acrescentou Luísa Ribeiro Lopes, presidente do .PT e coordenadora-geral do INCoDe.2030.

Na primeira edição, a iniciativa contou com cerca de três mil candidaturas, provenientes de todo o país, analisadas, posteriormente, por um júri independente.

De referir que 50% das bolsas serão atribuídas a mulheres. "É fundamental continuar a atrair talento feminino para a área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Na Huawei acreditamos que, na era digital, as mulheres são pilares da indústria tecnológica. Empoderar as mulheres e aumentar a sua visibilidade abrirá um mundo de novas possibilidades e trará novos avanços ao mundo", referiu a empresa.

O programa destina-se a jovens até aos 30 anos ou até aos 35 no caso de alunos de Doutoramento. Os interessados podem candidatar-se até ao dia 29 de janeiro no site oficial da iniciativa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG