Ciência

Do GPS ao robô-herói: a tecnologia da NASA está em todo o lado

Do GPS ao robô-herói: a tecnologia da NASA está em todo o lado

Chamam-lhes "NASA spinoff technologies", ou "tecnologias derivadas", e são produtos ou serviços comerciais desenvolvidos com a ajuda da agência norte-americana de exploração espacial. Na edição deste ano da sua publicação anual "Spinoff", a NASA destaca as tecnologias que ajudam as pessoas em todo o lado, no dia-a-dia.

O "software" de correção de sinal GPS, um robô que atua em ambientes perigosos, como desastres naturais, fábricas de produtos químicos ou zonas de guerra, e até baterias para um dos primeiros aviões comerciais totalmente elétricos do mundo. Estas são apenas algumas das tecnologias que a NASA ajudou a desenvolver e que já fazem parte do nosso quotidiano.

A mais recente edição do livro "Spinoff" apresenta dezenas de tecnologias comerciais que foram desenvolvidas ou aprimoradas pelo programa espacial da agência, incluindo o centro tecnológico Jet Propulsion Laboratory (JPL) da NASA, em Pasadena, Califórnia, EUA, que beneficiam pessoas em todos os cantos do mundo.

A publicação mostra quase 50 exemplos de como a NASA beneficia vários setores e pessoas. Estas tecnologias chegam a todo o tipo de áreas, desde o desporto, como por exemplo com o ginásio "caseiro" de exercícios de resistência "Bowflex Revolution", à saúde, com uma contribuição fundamental no desenvolvimento de pacemakers cardíacos que ajudam a salvar vidas em todo o mundo.

De entre tantos exemplos, a NASA destaca seis casos de tecnologias que mudaram o nosso dia-a-dia:

Primeiro, o software de correção de sinal GPS criado pelo JPL, "que permite agricultura de precisão, navegação em aviões, telemóveis, perfuração de petróleo em alto mar, ciências e muito mais".

O material destinado a trazer amostras de Marte, originalmente desenvolvidas para o JPL, "é agora usado em suturas que salvam vidas durante cirurgias ao coração".

O robô autónomo com quatro membros construído pelo laboratório da NASA para atuar em ambientes perigosos, como desastres naturais, fábricas de produtos químicos ou zonas de guerra, para substituir e proteger os humanos.

Uma invenção que usa lasers, em vez de ondas de rádio, para "enviar dados através do espaço e que pode melhorar a comunicação segura em hospitais, bancos e outros locais que lidam com dados confidenciais".

A tecnologia da NASA de baterias avançadas que alimentam um dos primeiros aviões comerciais totalmente elétricos.

Por último, um tanque leve e de alta pressão inventado para armazenar combustível de foguete e que agora armazena oxigénio para manter pilotos, bombeiros e pacientes de terapia intensiva a respirar. Também pode conter gases que alimentam autocarros e armas de "paintball".

A publicação inclui ainda a secção "Spinoffs of Tomorrow" ("spinoffs de amanhã"), que apresenta uma lista de 20 novas tecnologias da NASA disponíveis para licença. Uma das inovações, por exemplo, utiliza novos materiais para reinventar a roda.

O livro "Spinoff" é publicado anualmente desde 1976, apresentando uma média de 50 tecnologias comerciais com origens em missões e investigações da NASA. As edições publicadas desde 1996 podem ser lidas online.