Artigo 13

"Estão a atirar-nos areia para os olhos". Wuant responde à Comissão Europeia

"Estão a atirar-nos areia para os olhos". Wuant responde à Comissão Europeia

O youtuber português Wuant respondeu na sexta-feira à carta enviada pela representante da Comissão Europeia em Portugal, afirmando que essa é uma tentativa daquela instituição "amenizar a situação" e "atirar areia para os olhos" de quem contesta o "Artigo 13".

Em mais um vídeo publicado no Youtube, com cerca de 10 minutos e que conta já com mais de meio milhão de visualizações, Wuant começa por reagir a algumas das notícias sobre um vídeo anterior, de segunda-feira, em que dizia que o seu canal "vai ser apagado". "Há muita gente a falar que os youtubers estão preocupados e que vão ficar sem o ganha-pão, mas é muito maior do que isso", garante.

A polémica do "Artigo 13" - uma proposta da União Europeia (UE) sobre direitos de autor em plataformas digitais - tem levado vários youtubers portugueses e de todo o Mundo a contestar e a associar-se ao movimento "#SaveYourInternet", para evitar que a nova lei seja aprovada.

No novo vídeo, Wuant afirma que não gravou o anterior por ter recebido uma notificação do Youtube. "Eu já tinha conhecimento sobre o Artigo 13, mas, como a maior parte das pessoas, pensei que [a proposta] não ia para a frente e que não valia a pena estar a discutir isto", esclarece. "Fui ver os resultados das votações e fiquei preocupado. Os resultados são públicos e de 21 pessoas portuguesas que tiveram influência nesta lei, 14 votaram "sim", cinco votaram "não" e duas não deram opinião", acrescenta o youtuber, dizendo tratar-se de um "lóbi" no Parlamento Europeu.

Por fim, Wuant responde à carta aberta de Sofia Colares Alves, representante da Comissão Europeia em Portugal, aos youtubers, publicada no site daquela instituição na quinta-feira. Citando algumas frases do texto da Comissão, o youtuber questiona: "Se o Youtube deixar de existir, como é que vamos poder criar no Youtube? Ou em qualquer plataforma?".

Depois de citar a frase "a liberdade, a informação e as sociedades democráticas fazem parte do nosso ADN", na carta da representante da Comissão Europeia, Wuant diz que "estão a atirar areia para os olhos" e a "tentar amenizar a situação e a dizer tenham calma".

Para terminar, o youtuber faz um apelo aos seguidores do seu canal: "Esperam por notícias minhas para podermos fazer realmente algo que tenha impacto, de uma maneira segura, sem ninguém se magoar e sem haver desrespeito", referindo-se à organização de uma manifestação em Portugal. "Não deixem de lutar por isto. Não se deixem enganar por qualquer notícia. Enquanto não tivermos uma declaração oficial e assinada pela União Europeia não podemos parar", conclui.