Cibersegurança

Evite estações de carregamento USB para telemóveis num aeroporto

Evite estações de carregamento USB para telemóveis num aeroporto

Carregar o telemóvel numa estação de carregamento com portas USB num aeroporto é uma entrada para hackers terem acesso ao seu aparelho, dizem especialistas americanos.

Certamente já lhe aconteceu de estar no aeroporto à espera de um voo e o seu telemóvel dar sinal de bateria fraca. Como solução, procurou o local mais próximo que permitisse carregar o aparelho. Mas, de acordo com especialistas norte-americanos, ligar o telemóvel a uma estação de carregamento de USB num aeroporto é uma decisão que pode sair cara.

Caleb Barlow, vice presidente da "X-Force Threat Intelligence", da IBM Security, garante que as estações de carregamento podem ser modificadas por cibercriminosos para que instalem software malicioso no dispositivo, ou para aceder diretamente a informações pessoais no telemóvel.

"Ligar-se a um USB público é como encontrar uma escova de dentes na beira da estrada e decidir colocá-la na boca", disse Caleb Barlow. "Não fazes ideia de onde aquilo esteve".

De acordo com o site de notícias australiano "news.com.au", uma nova investigação feita pela IBM X-FORCE refere que a indústria de transportes tornou-se o segundo setor mais atacado, em 2018.

O relatório, que procura saber como é que os atacantes estão a mudar as suas técnicas para hackear os dispositivos, conclui que a maior mudança é o alvo.

Caleb Barlow diz ser mais seguro os passageiros terem o carregador normal do telemóvel e ligarem a uma tomada, ou, como alternativa, levarem uma powerbank portável para carregar o dispositivo.

"Se vires um cabo de carregador Apple, provavelmente pegas e ligas. Mas dentro do cabo está um chip extra que instala o malware. Carrega o teu telemóvel, mas agora eu tenho acesso ao teu computador", referiu Caleb.