O Jogo ao Vivo

Revela Google

Hackers colocam "implantes de monitorização" em iPhones há anos

Hackers colocam "implantes de monitorização" em iPhones há anos

Investigadores da equipa de segurança externa da Google encontraram provas de um "esforço contínuo" de um grupo hackers para invadir o sistema operativo dos iPhones durante um período de pelo menos dois anos. O ataque sem precedentes afetou "milhares de utilizadores por semana" até ser interrompido em janeiro.

Os hackers terão usado sites para colocar um "implantes de monitorização" nos iPhones dos visitantes e, através desse software malicioso, retirar contactos, imagens e outros dados pessoais. A análise da Google revelou que esses sites foram visitados milhares de vezes por semana.

Contactada pela BBC, a Apple, empresa que produz os iPhones, disse que não comentaria o caso.

Os detalhes do ataque foram divulgados numa série de publicações pelo especialista britânico em segurança cibernética Ian Beer, membro do Project Zero. Esse projeto da Google dedica-se a encontrar novas vulnerabilidades de segurança na Internet.

Beer e a sua equipa descobriram que os hackers usaram 12 falhas de segurança separadas para invadir os dispositivos. A maioria foram "bugs" (erro de sistema) no Safari, o "browser" (navegador de Internet) padrão dos produtos Apple.

Uma vez invadidos os iPhones, os dados do utilizador ficavam expostos aos criminosos. A localização do dispositivo era atualizada a cada minuto; as palavras-passe eram expostas, assim como os históricos de conversas em aplicações como o WhatsApp, Telegram e iMessage; acediam aos contactos e ao banco de dados do Gmail.

Os hackers conseguiram invadir "quase todas as versões do iOS 10 até a versão mais recente do iOS 12", explicou Ian Beer. "Isso revelou que um grupo estava a fazer um esforço contínuo para invadir os iPhones em certos locais por um período de pelo menos dois anos".

Como proteger o seu iPhone

A Apple lançou uma correção de software para colmatar a falha de segurança em fevereiro.

Se tem um iPhone, verifique se o dispositivo tem a versão mais recente do sistema operativo iOS, para garantir a proteção. Para fazer isso, vá a "Definições" e abra a secção "Geral". Em "Atualização de software" deve ter o iOS 12.4.1. Se não tiver essa versão, poderá atualizar clicando em "Descarregar e instalar".