Faceionário

Quem são os Governos que mais querem saber sobre nós no Facebook?

Quem são os Governos que mais querem saber sobre nós no Facebook?

O número de utilizadores do Facebook ultrapassou os dois mil milhões de utilizadores em todo o Mundo. São milhões de dados pessoais que interessam não só a empresas privadas, por motivos de publicidade, mas também aos governos nacionais.

A maior rede social no mundo revelou, na quinta-feira, que o pedido de informação por parte dos governos sobre dados dos utilizadores aumentou 7% na segunda metade final de 2018. Passou de 103, 815 pedidos para 110,634.

Entre os países que mais pediram ajuda ao Facebook destacam-se os EUA, seguidos da Índia, do Reino Unido, Alemanha e França. Ainda assim, nos EUA, o número de solicitações caiu 3%.

Um dado curioso apresentado pela empresa é que 58% dos pedidos obrigavam a rede social a não notificar os utilizadores de que estavam a ser investigados.

Na segunda metade do ano passado, o número de restrições de conteúdo com base nas leis locais também aumentou: 135%. Para isto, contribuiu a batalha legal entre as autoridades indianas e a empresa PepsiCo. Só neste país, houve 16 mil itens sinalizados.

Num outro relatório, a rede social revelou que cerca de 5% das contas ativas são falsas. Nos primeiros três meses, foram removidas mais de 2190 milhões destas contas.