Premium

Uso crescente de plástico contribui para as alterações climáticas

Uso crescente de plástico contribui para as alterações climáticas

O plástico faz parte do nosso dia-a-dia há dezenas de anos, mas é uma ameaça crescente ao nosso futuro. Estudos recentes concluíram que está a contribuir para as alterações climáticas. E de três formas diferentes, desde a origem à dispersão.

Segundo dados da associação ambientalista Quercus, em 2017, os portugueses descartaram 721 milhões de garrafas de plástico, 259 milhões de copos de café, mil milhões de palhinhas e 40 milhões de embalagens de "fast food". Nos 28 países da União Europeia, foram 46 mil milhões de garrafas e 16 mil milhões de copos de plástico, números da "Sea at Risk".

"Os tipos de plástico mais comummente usados, como o polietileno, de que são feitas as garrafas, libertam gases que contribuem para o efeito de estufa quando expostos à radiação solar", disse Luís R. Vieira, biólogo e Investigador Auxiliar no Centro Interdisciplinar de Pesquisa Marinha e Ambiental (CIIMAR), em Matosinhos.