O Jogo ao Vivo

Tecnologia

Kim Dotcom estava numa casa fortificada quando foi detido

Kim Dotcom estava numa casa fortificada quando foi detido

O fundador do Megaupload deixou-se fotografar depois de detido, alegando que não tinha nada a esconder. Mas, a operação de detenção foi "algo mais complicada do que tocar à campainha". Kim Dotcom activou vários mecanismos electrónicos na mansão e foi apanhado num quarto seguro.

A polícia da Nova Zelândia apreendeu, esta sexta-feira, armas, dinheiro e carros de luxo no valor de 3,8 milhões de euros durante buscas a residências e negócios ligados ao fundador do site Megaupload, encerrado na pelas autoridades norte-americanas.

Das sete pessoas acusadas, quatro foram detidas na Nova Zelândia, incluindo o fundador da página de Internet, Kim Dotcom, 37 anos, também conhecido como Kim Schmitz e Kim Tim Jim Vestor, com base nos mandados de captura emitidos pelos Estados Unidos.

Kim Dotcom e outros três dirigentes da Megaupload Limited ficam em prisão preventiva até nova audiência, para definição da fiança, marcada para segunda-feira.

"O senhor Dotcom entrou na casa e tratou de fechar-se, activando vários mecanismos electrónicos", disse o inspector Grant Wormald, da polícia da Nova Zelândia. "Uma vez ultrapassados os códigos pela polícia, ele refugiou-se numa sala de pânico", acrescentou.

Segundo a polícia neozelandeza, Kim Dotcom tinha "perto dele" uma arma, aparentemente uma espingarda de caça. "Foi algo mais complicado do que tocar à campainha", desabafou, com humor, o inspector Wormald.

A detenção de Kim Dotcom aconteceu no âmbito de uma operação da polícia da Nova Zelândia, que executou dez mandados de busca em várias casas e negócios na cidade de Auckland e em áreas circundantes.

PUB

O porta-voz da polícia revelou que entre os carros apreendidos na casa de Kim Dotcom está um Rolls Royce Phantom Drophead Coupe, que vale mais de 309 mil euros, e vários Mercedes. A polícia apreendeu ainda duas caçadeiras de canos serrados e diversas obras de arte.

O porta-voz adiantou que foram confiscados 6,1 milhões de euros, dinheiro que foi investido em várias instituições financeiras da Nova Zelândia e que está agora aplicado num fundo cujo destino depende do desfecho dos casos.

A justiça norte-americana ordenou, na quinta-feira, o encerramento do Megaupload.com, uma das mais importantes plataformas de partilha de arquivos na Internet, acusada de violação dos direitos de autor.

O Megaupload.com ficou inacessível desde quinta-feira à tarde nos Estados Unidos e 18 outras páginas filiadas foram encerradas pela justiça norte-americana, que apreendeu 50 milhões de dólares das contas da sociedade, com sede em Hong Kong, e processou sete dos seus responsáveis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG