5G

Migração da TDT adiada para 12 de agosto

Migração da TDT adiada para 12 de agosto

O processo da libertação da faixa dos 700 MHz da televisão digital terrestre (TDT), essencial para o arranque do 5G, foi adiado de 3 para 12 de agosto devido à evolução da pandemia.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) refere que, a 10 de julho, a Meo (Altice Portugal) informou o regulador da necessidade de alterar o calendário do processo de migração da TDT "devido à indisponibilidade de um dos seus fornecedores para prestar no terreno os serviços de ressintonia dos emissores, em virtude da situação da pandemia de covid-19 em Portugal".

Nesse sentido, "o processo de migração da rede de TDT, que tem estado suspenso devido à crise pandémica, só será retomado no dia 12 de agosto e não no dia 03 de agosto como a Meo tinha proposto anteriormente", adianta a Anacom.

Segundo o novo calendário, que mereceu a "concordância do Governo e da Anacom", o processo de migração será retomado com a ressintonia do emissor de Alter do Chão, em 12 de agosto, em vez do dia 03 de agosto com o de Palmela, a que se seguiriam os emissores da região da Grande Lisboa.

"A conclusão dos trabalhos está agora prevista para o dia 18 de dezembro de 2020, uma semana depois da data constante da calendarização aprovada anteriormente", adianta o regulador.

A rede de televisão digital terrestre é composta por 243 emissores, dos quais faltam migrar 180.

"Quando o processo foi suspenso, em 13 março, já tinham sido alterados 63 emissores", adianta.

"No dia 12 de agosto, quando for alterado o emissor de Alter do Chão, as pessoas que recebem o sinal de televisão através deste emissor ficarão com o ecrã da televisão a negro, nesse momento apenas será necessário fazer a sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e continuarão a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora", informa a Anacom.

O regulador "teve a preocupação de assegurar que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a televisão ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga. No caso dos condomínios/edifícios que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter que os substituir", relembra.

"As pessoas que não consigam ressintonizar os equipamentos podem ligar para a linha telefónica gratuita (800 102 002) disponibilizada pela Anacom", sublinha, recordando que caso não seja possível fazer a sintonia dos equipamentos por si ou com a ajuda prestada telefonicamente, o regulador agendará uma visita de técnicos devidamente identificados para resolver a questão.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG