Tecnologia

Morreu Steve Jobs, fundador da Apple e "pai" do iPhone e do iPad

Morreu Steve Jobs, fundador da Apple e "pai" do iPhone e do iPad

A Apple anunciou a morte de Steve Jobs, co-fundador e, durante muitos anos, director executivo da empresa norte-americana. "Pai" de invenções como o "iPhone" e o "iPad" perdeu a batalha com o cancro, aos 56 anos.

O anúncio da morte de Seteve Jobs foi feito, ao fim da noite de quarta-feira, pela Apple, em comunicado. "Estamos profundamente tristes por anunciar que Steve Jobs faleceu hoje", indica um curto comunicado do conselho de administração da Apple, citado pelas agências internacionais.

"O brilhantismo, a paixão e a energia de Steve foram a fonte de incontáveis inovações que enriqueceram e melhoraram as nossas vidas. O Mundo é incomensuravelmente melhor graças ao Steve", pode ler-se, ainda, na declaração da Apple.

"O grande amor dele foi a mulher, Laurene, e a família. Os nossos corações estão com ele e para todos cuja vida foi tocada pelos seus extraordinários feitos", acrescenta o comunicado.

Steve Jobs tinha 56 anos e lutava há muito tempo contra um cancro do pâncreas, depois de ter superado um tumor no fígado. Renunciou ao cargo de director-executivo da Apple a 24 de Agosto, por sentir que já não tinha condições para cumprir as obrigações com a empresa.

"Apple perdeu um génio visionário e criativo e o mundo perdeu um ser humano extraordinário", lê-se num curto texto publicado na página da companhia norte-americana na Internet, a que se chega depois de clicar na imagem de Steve Jobs, com a icónica legenda "1955-2011", que ocupa toda a tela principal da "home" da empresa da maçã.

"Todos aqueles que tiveram a sorte de conhecer e trabalhar com Steve perderam um grande amigo e um mentor inspirador", pode, ainda, ler-se na página da Apple. "Steve deixa uma empresa que só alguém como ele poderia ter construído e o seu espírito será para sempre a base da Apple".

Steve Jobs, considerado como um dos maiores directores executivos da sua geração, é o mentor de produtos como o Macintosh, o iPad ou o iPhone.