Redes Sociais

Novas funcionalidades do TikTok fortalecem o controlo parental

Novas funcionalidades do TikTok fortalecem o controlo parental

As novas modificações no controlo parental vão permitir ao adulto alterar as configurações da conta dos filhos remotamente, podendo bloquear a realização de pesquisas e impedir que estranhos acedam às publicações. Toda a gestão pode ser feita através do telemóvel do adulto.

A rede social TikTok adicionou novas funcionalidades de controlo parental que permitem aos pais uma maior gestão da segurança dos filhos enquanto utilizam a plataforma de partilha de vídeos.

O lançamento das novidades surge após uma investigação da BBC, no qual uma jornalista se fez passar por uma adolescente de 14 anos e partilhou vários vídeos com danças virais. A jovem foi alvo de mensagens privadas de cariz sexual, que fez questão de reportar, mas a referida conta permaneceu ativa. A app só baniu o utilizador quando foi contactada pela BBC. O objetivo do documentário é provar como os predadores têm utilizado as redes sociais, mais especificamente as recomendações de vídeos do TikTok para interagir com os menores de idade.

Ainda assim, a rede social negou que as novas funcionalidades estejam associadas ao documentário, defendendo estar constantemente a trabalhar em novas medidas de segurança para os utilizadores.

Para ativar a nova funcionalidade basta ir às definições, "sincronização familiar" e utilizar o código QR para identificar o dispositivo do adulto e da criança. O controlo parental, lançado no inicio do ano, permitia definir o tempo limite em que as crianças poderiam assistir aos vídeos, limitar o tipo de conteúdo que viam e restringir a utilização de chats privados.

No entanto, a recente atualização permite agora que os pais impeçam comentários nas publicações dos filhos ou aceitem apenas comentários de amigos, limitem quem pode assistir aos vídeos e inativem a barra de pesquisa (para conteúdos, utilizadores, hashtags e sons) na aplicação.

As crianças continuam a ter a possibilidade de "desemparelhar" a conta do telemóvel dos pais, mas, se o fizerem, o adulto receberá de imediato um alerta para restaurar o link nas próximas 48 horas.

Os especialistas apoiam as novas medidas do TikTok e acreditam que é o equilibro certo entre a segurança e vigilância, visto que a segurança excessiva poderá inibir as crianças de falarem com os adultos caso algo aconteça.

Outras Notícias