Tecnologia

Presidente do Parlamento Europeu critica tratado sobre direitos de autor

Presidente do Parlamento Europeu critica tratado sobre direitos de autor

O presidente do Parlamento Europeu criticou o tratado internacional sobre direitos de autor, invocando a necessidade de equilíbrio entre a protecção do "copyright" e os direitos individuais dos utilizadores da Internet.

Os defensores do Acordo de Comércio Anti Contrafacção, ou ACTA, dizem que este é necessário para harmonizar as normas internacionais para proteger os direitos daqueles que produzem música, filmes, produtos farmacêuticos e outros artigos propensos à pirataria.

Todavia, os opositores do acordo temem que este leve à censura e perda de privacidade na Internet.

Milhares protestaram, no sábado, em vários países europeus contra o ACTA.

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, criticou a forma do acordo, no domingo, à televisão alemã ARD.

"Não o considero bom na sua corrente forma", disse, salientando a necessidade de uma melhor abordagem para o equilíbrio entre a protecção de "copyright" e os direitos individuais dos utilizadores da Internet.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG