Tecnologia

Steve Jobs deixa liderança da Apple

Steve Jobs deixa liderança da Apple

Steve Jobs anunciou que vai deixar a liderança da Apple. O Director-Executivo da companhia norte-americana anunciou a demissão em carta enviada ao Conselho de Administração.

"Sempre disse que se chegasse o dia em que não pudesse cumprir os meus deveres e estar à altura das expectativas de CEO da Apple, seria o primeiro a informá-los", escreveu Steve Jobs, numa carta endereçada ao Conselho de Administração da companhia norte-americana. "Infelizmente, esse dia chegou", anunciou o fundador da companhia, cujas acções são as mais capitalizadas do Mundo.

"Resigno ao cargo de Director-Executivo (CEO) da Apple", adianta Steve Jobs, mantendo-se disponível para continuar "a servir a empresa, se a Administração assim o entender", como "presidente do Conselho de Administração, director ou empregado da Apple".

Steve Jobs, que está de baixa médica desde Janeiro, não justifica os motivos que o levam à demissão do cargo de CEO e sugere que "seja executado o plano de sucessão e que Tim Cook seja nomeado Director-Executivo da Apple".

Uma vontade já cumprida pela Administração, que nomeou Tim Cook, 50 anos, como CEO da Apple, noticia a FOX. O até agora Chefe de Operações geriu o dia-a-dia da empresa nas duas anteriores licenças médicas de Jobs, um sobrevivente do cancro do pâncreas.

Steve Jobs, que se acredita ser o mentor do iPod, iPhone e iPad, vai continuar na empresa, como presidente do Conselho de Administração, um cargo não executivo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG