Internet

Tem uma Smart TV com câmara e microfone? FBI alerta para os riscos de espionagem

Tem uma Smart TV com câmara e microfone? FBI alerta para os riscos de espionagem

O FBI aproveitou a loucura da Black Friday para alertar os cidadãos norte-americanos para os riscos associados às Smart TV's.

Todas as principais marcas desenvolveram modelos de "televisões inteligentes" que se popularizaram nos últimos anos. A grande diferença destes aparelhos em relação aos anteriores prende-se com a possibilidade de acederem à Internet.

É graças a este desenvolvimento tecnológico que qualquer pessoa consegue ver séries na aplicação da Netflix ou ver vídeos no YouTube. No entanto, tal como acontece com qualquer outro aparelho que se liga à Internet, há riscos sobre a privacidade dos utilizadores.

Tudo se torna ainda mais perigoso quando os modelos mais recentes, além de ligação à Internet, possuem câmaras frontais e até microfones. É precisamente com base nesta conjugação de elementos que o FBI deixou um alerta para quem comprou uma televisão recentemente.

"Além da possibilidade de os fabricantes de televisões e das empresas que desenvolvem apps estarem a ouvir e a ver o que faz há outro risco. Estas televisões podem ser uma porta de acesso para os hackers entrarem em sua casa", pode ler-se num comunicado. A um nível menos prejudicial, "podem mudar de canal, aumentar ou aumentar o volume". Nas piores situações, podem "usar a câmara ou o microfone" das televisões para espiarem os utilizadores.

Conselhos para se manter sem segurança

Para evitar problemas, as autoridades aconselham os utilizadores a informarem-se sobre as características dos aparelhos. Quem tem uma televisão mais recente deve mudar com regularidade as password.

Se tem uma câmara e por algum motivo não a consegue desligar, "pode colar um papel negro", que vai impedir que gravem imagens do interior da casa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG