Universidade do Porto

Ouriços-do-mar à prova para potenciar negócio internacional

Investigadores do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR) estão a estudar diferentes dietas para que os ouriços-do-mar possam ser um negócio mais rentável.

A procura crescente por ouriços-do-mar, considerado um verdadeiro "caviar", levou uma equipa de investigadores do CIIMAR a desenvolver um projeto que visa compreender de que forma podem as dietas introduzidas em aquacultura potenciar o crescimento e a valorização económica deste produto.

Os investigadores começaram por falar com alguns chefs de estrela Michelin para compreender as características procuradas no produto que se encontra no mercado e que está disponível apenas entre os meses de dezembro e março.

O estudo envolveu ainda uma prova onde foram distribuídas cinco amostras, a 45 consumidores, para avaliar como características como o odor e a cor das gónadas (ovas) podem ser percecionadas e qual o seu impacto na apreciação do produto.

O paracentrotus lividus, a espécie analisada, tem prevalência na região Norte da costa portuguesa, embora o estado dos stocks nacionais esteja ainda a ser estudado.

Este animal, que cresce um centímetro por cada ano de vida, chega a valer 80 euros por quilo, em mercados como o Japão, o maior consumidor mundial.

A investigação, que é financiada no âmbito do programa Norte2020, pretende desenvolver dietas que permitam garantir que os animais em aquacultura atinjam uma qualidade aproximada à que é encontrada nos ouriços-do-mar no seu estado selvagem, permitindo assim aumentar este negócio ainda pouco explorado.