Tribunal

Qualquer pessoa pode "pagar" caução que livra Vieira da prisão domiciliária

Qualquer pessoa pode "pagar" caução que livra Vieira da prisão domiciliária

Grande devedor do Novo Banco não precisa de ter bens para cumprir "pagamento" da caução.

Luís Filipe Vieira tem 20 dias para prestar a caução de três milhões de euros exigida pelo juiz Carlos Alexandre. Mas isso não significa que tenha de ter esse dinheiro disponível, nem que tenha de penhorar bens para cumprir.

A lei diz que a caução pode ser prestada através de depósito, penhor, hipoteca, fiança bancária ou fiança. No entanto, não obriga a ser o próprio arguido a honrar a medida de coação.

Qualquer pessoa pode ajudar Vieira a cumprir a medida de coação, emprestando-lhe dinheiro ou um bem, ou mesmo, em nome próprio, fazendo chegar os valores ao Tribunal Central de Instrução Criminal.

Porém, o autossuspenso presidente do Benfica terá vários imóveis que lhe permitirão realizar uma hipoteca e assim libertar-se da prisão domiciliária, a que está, para já, sujeito.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG