O Jogo ao Vivo

Vila Real

Pedreiro de Chaves vai cumprir 12 anos por violar e engravidar a filha

Pedreiro de Chaves vai cumprir 12 anos por violar e engravidar a filha

O Tribunal de Vila Real condenou a 12 anos de cadeia um pedreiro de 52 anos, residente em Chaves, por abusar sexualmente, violar e engravidar a filha. Terá ainda de lhe pagar 25 mil euros de indemnização.

Os abusos terão começado quando a jovem tinha 13 anos e tornaram-se mais frequentes e graves ao longo dos anos, até culminar numa gravidez de que resultou o nascimento de uma criança, quando aquela tinha 18 anos. Atualmente tem 20 anos.

Esta segunda-feira, o Tribunal de Vila Real condenou o arguido por 224 crimes de abuso sexual de menor dependente, 119 crimes de violação e um crime de violação agravada pelo facto de ter resultado na gravidez da filha.

O homem encontra-se em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Chaves, onde recolheu novamente depois de ouvir a sentença, esta segunda-feira à tarde. "Vai ter tempo para refletir sobre o que fez", acentuou a juíza após condená-lo a 12 de anos de prisão efetiva.

Os 25 mil euros de indeminização foi o que o tribunal considerou adequado, atendendo ao facto de arguido ter declarado um ordenado mensal de 600 euros. É que "nem que pagasse um milhão de euros compensaria a sua filha pelo que lhe fez", frisou a juíza.

O pedreiro foi detido em fevereiro de 2019, em Chaves, pela Polícia Judiciária de Vila Real. O julgamento decorreu à porta fechada.