Exclusivo

Absolvido de matar a mãe fica sem indemnização

Absolvido de matar a mãe fica sem indemnização

Agricultor de Ribeira de Pena esteve preso preventivamente mais de um ano e pediu 140 mil euros, mas Tribunal da Relação diz que não houve erro.

O Tribunal da Relação de Guimarães acaba de recusar o pedido de indemnização que o agricultor Manuel Limões fez ao Estado português, por ter estado mais de um ano em prisão preventiva, por um crime, o homicídio da mãe, de que seria absolvido.

O agricultor de Ribeira de Pena, com 41 anos, foi julgado pelo homicídio da mãe em novembro de 2019. E o tribunal justificou a absolvição com a "ausência total de prova", restituindo então Manuel Limões à liberdade, depois de mais de um ano em prisão preventiva na cadeia de Vila Real. O culpado pela morte da mãe, Áurea Mirandela, de 67 anos, nunca foi encontrado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG