Exclusivo

Abusadores sexuais são alvos de "agressões de boas-vindas"

Abusadores sexuais são alvos de "agressões de boas-vindas"

Comité europeu denuncia condições "desumanas" vivenciadas por alguns reclusos nas cadeias. Condenados e suspeitos ficam 22 horas diárias amontoados em celas separadas.

Os condenados por crimes sexuais são recebidos por reclusos com "agressões de boas-vindas". Também são insultados e ameaçados por guardas prisionais. A garantia é dada pelo Comité Europeu para a Prevenção da Tortura e Tratamentos Desumanos e Degradantes (CPT), que diz ainda que estes presos passam 22 horas do dia amontoados em celas sem condições.

Após ter visitado, no final do ano passado, vários estabelecimentos prisionais, este organismo da União Europeia também volta a alertar para a sobrelotação das cadeias, sobretudo do Porto e Caxias, e para casos de maus-tratos aos reclusos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG