Exclusivo

Acusado de deixar a mãe morrer à fome diz que ela "não comia muito"

Acusado de deixar a mãe morrer à fome diz que ela "não comia muito"

Em Grândola, assistiu à degradação do estado da vítima no quarto ao lado. Ficava com a reforma de dois mil euros.

Isabel Velez, 82 anos, morreu à fome em casa, em Grândola, em agosto do ano passado, enquanto o filho, alcoólico e desempregado, via televisão no quarto ao lado. O caso chegou na segunda-feira a tribunal, onde Carlos Rosa responde por homicídio qualificado.

O Ministério Público acusa-o de deixar a mãe morrer. "Ela sempre foi uma pessoa magra, não comia muito", justificou o acusado no início do julgamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG