Investigação

Mulheres das claques terão escondido petardos nas partes íntimas

Mulheres das claques terão escondido petardos nas partes íntimas

O fabrico de petardos cada vez mais pequenos, com escassos centímetros, tem permitido que cada vez mais adeptas das claques dos principais clubes entrem com esses artefactos explosivos escondidos nas partes íntimas.

Esta suspeita foi revelada ao por JN fontes próximas da Operação Petardo, que terminou com a detenção, pela Polícia Judiciária (PJ) de Braga e pela PSP, de nove indivíduos, incluindo um vigilante do Estádio do Dragão e um socorrista da Cruz Vermelha.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui