Violência em Guimarães

Adepto croata condenado por agredir jornalista

Adepto croata condenado por agredir jornalista

O adepto do Hajduk Split da Croácia detido por ter agredido um repórter de imagem da TVI/CNN após o jogo de futebol em Guimarães, foi esta quinta-feira condenado a um ano e três de prisão, com pena suspensa, assim como um ano de proibição de entrar em recintos desportivos. Terá ainda de pagar 640 euros de indemnização.

Luka, 23 anos, membro da "Torcida Split" foi detido pela PSP nas imediações do Estádio do Vitória de Guimarães, após ter agredido um jornalista. Levado esta quinta-feira ao Tribunal de Guimarães para ser julgado em processo sumário, o jovem começou por negar o crime. Admitiu, apenas, ter danificado material da estação de televisão, recusando a acusação de ofensas à integridade física qualificada.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, o arguido foi confrontado com imagens dos distúrbios durante o julgamento e acabou por confessar a agressão. Mostrou arrependimento e pediu desculpa à vítima.

PUB

O juiz condenou-o a uma pena suspensa na sua execução até porque não tinha antecedentes criminais em Portugal. Aplicou ainda a proibição de entrar em recintos desportivos durante um ano e ordenou a recolha de dados bancários do arguido para que este cumprisse com o pagamento da indemnização.

No final do julgamento, o juiz avisou o arguido de que seria imediatamente detido caso voltasse a agredir jornalistas que estavam nas imediações do tribunal à espera da leitura da sentença.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG