Insultos raciais a jogador

Adepto do Vizela acusado de discriminação e incitamento ao ódio

Adepto do Vizela acusado de discriminação e incitamento ao ódio

O Ministério Público de Braga acusou um homem de um crime de discriminação e incitamento ao ódio. Durante um jogo, arguido, adepto do Vizela, insultou um jogador de "preto" e "macaco", instando-o que fosse para África comer bananas.

Os factos terão ocorrido na tarde de 18 de março de 2018, no Estádio do FC Vizela, em Vizela. O clube local defrontava a AD Fafe SAD para o Campeonato de Portugal, série A.

Segundo o Ministério Público, ao minuto 88, aquando da substituição de um jogador do Fafe, o arguido desceu três degraus da bancada onde se encontrava e dirigiu ao referido atleta insultos fundados na sua raça e cor da pele, nomeadamente "preto"e "macaco", instando-o a que fosse para África e a que fosse comer bananas, descreve uma nota publicada pela Procuradoria Geral Distrital do Porto

No passado dia 18 de janeiro, foi deduzida acusação contra o adepto, imputando-lhe a prática de um crime de um crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência. Na acusação, o MP pede que ao arguido seja aplicada também a sanção acessória de interdição de acesso a recintos desportivos, acrescenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG