O Jogo ao Vivo

Bragança

Adiadas medidas de coação de novos suspeitos de envolvimento na morte de Luís Giovani

Adiadas medidas de coação de novos suspeitos de envolvimento na morte de Luís Giovani

Foi adiada para quarta-feira a continuação do primeiro interrogatório judicial aos três novos arguidos suspeitos de envolvimento na morte do estudante cabo-verdiano Luís Giovani Rodrigues.

Depois de os suspeitos, com idades entre os 24 e os 32 anos, terem sido interrogados durante mais de cinco horas, a juíza que conduziu o interrogatório decidiu, dado o "adiantado da hora e a complexidade das questões a decidir", declarar interrompida a diligência e designar o dia de quarta-feira para continuação e decisão das medidas de coação.

Os três arguidos foram detidos pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, após diligências de investigação que vem realizando desde o conhecimento da morte, no dia 31 de dezembro de 2019, do jovem estudante caloiro do Instituto Politécnico de Bragança.

A Polícia Judiciária já havia procedido à detenção, no passado dia 16 de Janeiro de 2020, de cinco homens, com idades entre os 22 e os 35 anos, atualmente a cumprir as medidas de coação, três em prisão preventiva e dois em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG