Exclusivo

ADN em carro liga casal de assaltantes a triplo homicídio

ADN em carro liga casal de assaltantes a triplo homicídio

Sidney e Nélida estão presos por roubos, mas perícias da PJ provam envolvimento em mortes em Bragança.

Era a prova que faltava para ligar o casal Sidney Martins e Nélida Guerreiro - atualmente preso por assaltos à mão armada, no Algarve e em Espanha - ao triplo homicídio da família de Bragança. As perícias até agora realizadas pela Polícia Judiciária já permitiram encontrar, num carro usado pelo casal nos roubos a estações de serviço, um mês após o homicídio, o ADN de pelo menos uma das vítimas mortais.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, logo após o casal ter abandonado um Citroën que tinha furtado, a PJ realizou minuciosos exames forenses no interior do veículo. O objetivo era recolher o máximo de prova que os ligasse aos roubos, mas também ao triplo homicídio de Bragança. E descobriu, no habitáculo do Citroën, vestígios com ADN de uma das vítimas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG