Anadia

Advogada condenada por falsificar assinaturas de condóminos

Advogada condenada por falsificar assinaturas de condóminos

Uma advogada de Anadia acusada de falsificar assinaturas foi condenada a seis meses de prisão, com pena suspensa.

O tribunal confirmou que Idalina Ribeiro, ou alguém a seu mando, falsificou assinaturas num documento que ratificava um acordo num processo em que representava vários condóminos contra uma construtora, devido a deficiências num prédio em Sangalhos.

Para garantir a suspensão da pena de prisão, a advogada terá de pagar uma indemnização de 20 mil euros, no período de ano e meio, ao condomínio. De acordo com a sentença, terá, ainda, de pagar dois mil euros a cada um dos 11 condóminos que exigiram indemnização.

Na leitura da sentença, a juíza sublinhou que os advogados têm deveres particulares, por serem participantes na "boa execução da justiça" e que a pena pretende que a advogada perceba a "gravidade do seu comportamento".

No processo contra a construtora, os condóminos esperavam obter um valor de 60 mil euros para resolver diversos problemas de construção, nomeadamente infiltrações. No entanto, o acordo alcançado por Idalina Ribeiro ficou pelos 15 mil euros.

A verdadeira quantia não foi comunicada aos condóminos, tendo este acordo sido ratificado com recursos a assinaturas falsificadas.

O prédio continua com diversos problemas, alguns dos quais têm vindo a ser reparados a expensas dos proprietários.

A arguida não compareceu em tribunal e o advogado de defesa não quis prestar declarações.