Premium

Advogada julgada por falsificar assinaturas de clientes em acordo

Advogada julgada por falsificar assinaturas de clientes em acordo

O Tribunal de Anadia começa, esta terça-feira, a julgar uma advogada acusada de falsificar assinaturas para confirmar um acordo judicial prejudicial para os clientes.

Os factos remontam a 2011, altura em que Idalina Ribeiro representava moradores de um prédio em Sangalhos, Anadia, numa ação contra uma construtora devido a infiltrações e deficiências no imóvel.

Rui Ferreira, um dos ofendidos, contou ao JN que, em 2011, a advogada "fez saber que tinha chegado a acordo com a empresa de construções pelo valor de 60 mil euros", dinheiro que serviria para a gestão de condomínio contratar alguém para realizar os arranjos necessários. Porém, quando as obras começaram, os moradores aperceberam-se que, em vez de impermeabilizações, estavam somente a pintar. E estranharam a fatura de 15 mil euros apresentada em assembleia de condomínio para validar a totalidade das intervenções.