Estoril

Advogado enviava vídeos sexuais para o filho e dizia que era a mãe com outros homens

Advogado enviava vídeos sexuais para o filho e dizia que era a mãe com outros homens

Um advogado foi detido pela GNR na terça-feira passada, no Estoril, por ameaçar a ex-mulher, também advogada, com a publicação de vídeos de cariz sexual nas redes sociais, alguns dos quais terá enviado ao filho de ambos, de 14 anos.

No âmbito de uma investigação de um crime de violência doméstica, os militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR de Lisboa apuraram que o suspeito, de 46 anos, ameaçava a ex-mulher, de 43, residente na Malveira (Mafra), com a exposição de vídeos íntimos na Internet, avança esta sexta-feira o jornal digital "Cascais 24".

O homem terá chegado mesmo a enviar alguns desses vídeos para o filho do ex-casal, a viver com a mãe, procurando fazer crer que, nas imagens, a mulher se estava a relacionar com outros homens.

Referente a este ex-casal, a GNR adianta, em comunicado, que "existe um outro processo de violência doméstica, desencadeado em 2016, no qual foi aplicada, como medida preventiva, a proibição de contactos e vigilância eletrónica, medida esta que entretanto se extinguiu".

Submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Sintra e, depois de ter sido por duas vezes retirado da sala, devido à sua "arrogância e agressividade", o suspeito viu confirmada a prisão preventiva, tendo recolhido ao Estabelecimento Prisional de Caxias.

Outros Artigos Recomendados