Exclusivo

Sargento da GNR que exibiu sexo acusado de perseguição

Sargento da GNR que exibiu sexo acusado de perseguição

Ex-comandante do posto de Monção filmado a masturbar-se em frente de funcionária de limpeza. Vítima não se queixou por medo. Foi perseguida para não falar, mas MP avançou com processo.

O ex-comandante do posto de Monção da GNR foi filmado, em duas ocasiões, a masturbar-se em frente de empregada de limpeza. No entanto, não será acusado do crime de importunação sexual, porque a vítima, amedrontada, não apresentou a queixa necessária para que o processo chegasse a julgamento. Vasco Nunes responderá, contudo, pelo crime de perseguição, por ter ido quatro vezes ao encontro da funcionária com o intuito de a convencer a não confirmar formalmente os atos exibicionistas praticados no posto.

Foi no início de julho de 2020 que o vídeo começou a circular nas redes sociais. Filmadas com uma câmara oculta, as imagens mostram o então comandante do posto de Monção completamente nu e a masturbar-se. Isto enquanto ia conversando com a empregada contratada para a limpeza das instalações. Sem saber que estava a ser filmado, o sargento Vasco Nunes foi intercalando temas relacionados com a função da funcionária com assuntos de teor sexual.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG