Exclusivo

Agostinho Branquinho tinha quase 900 mil euros na Suíça

Agostinho Branquinho tinha quase 900 mil euros na Suíça

Ministério Público invoca conta de ex-governante, a que também tinha acesso Marco António Costa, em recurso sobre a absolvição por tráfico de influência.

O Ministério Publico (MP) não aceita a absolvição do ex-secretário de estado Agostinho Branquinho, no processo em que este foi acusado de mover influências, a troco de 225 mil euros, para que a Câmara de Valongo, passando por cima do PDM e outras normas urbanísticas, declarasse de interesse público um hospital privado. Tráfico de influência, prevaricação e falsificação são os crimes que o MP insiste em imputar a Branquinho.

Em julgamento, Branquinho alegou que recebeu os 225 mil euros de "empréstimo" do dono da obra. O tribunal acolheu a tese, absolvendo-o a ele e aos outros nove acusados. Agora, em recurso, o MP diz que o tribunal se deixou enganar, nomeadamente no que concerne ao "empréstimo". Branquinho não tinha necessidade disso, pois possuía 899 857,74 euros numa conta na Suíça, a que também tinha acesso Marco António Costa, à data vice-presidente da Câmara de Valongo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG