Ministério Público

Acusada de tentar matar amante do namorado no Porto

Alexandre Panda

A jovem foi detida em abril deste ano pela Polícia Judiciária do Porto

Foto Arquivo

Uma jovem, de 21 anos, foi acusada pelo Ministério Público (MP) de tentativa de homicídio após ter esfaqueado a amante do seu namorado, no Parque da Pasteleira, no Porto. Está a aguardar julgamento em prisão domiciliária.

O caso remonta a 2 de novembro do ano passado. A agressora soube que o namorado encontrava-se frequentemente com a vítima e conseguiu descobrir que mantinham uma relação. Num primeiro tempo, nada fez, mas acabou por marcar um encontro com a vítima. Quereria tirar satisfações e obrigar a amante a acabar a relação.

De acordo com a acusação da 10ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto, "movida por ciúmes, a arguida combinou um encontro com a ofendida no parque da zona da Pasteleira levando consigo um instrumento cortante que, depois, usou para desferir diversos golpes no corpo da vítima, atentando contra a vida desta, só não lhe provocando a morte pela intervenção das amigas que acompanhavam a vítima que a socorreram".

A vítima teve de ser internada no hospital e correu perigo de vida, mas sobreviveu e teve alta. Conseguiu descrever os acontecimentos à Polícia Judiciária do Porto que começou a investigara o caso. Após a recolha de prova suficiente para a incriminar, a jovem foi detida e alvo de buscas, já em abril deste ano.

Na residência da mulher, foram apreendidas várias armas brancas, dinheiro e droga "em quantidade e acondicionamento que indiciam fortemente a prática do crime de tráfico de estupefacientes", precisou na altura a PJ.

Levada para o Tribunal de Instrução Criminal do Porto, a jovem foi colocada em prisão domiciliária e ainda hoje, mantém esta medida de coação. Irá ser julgada no Tribunal de S. João Novo, em breve.