Caso BPP

Desapareceram 15 obras de arte da casa de Rendeiro

Alexandre Panda

João Rendeiro estará no Belize

Foto Jose Carlos Pratas / Global Imagens

Há 15 obras de arte, arrestadas pela justiça a João Rendeiro, que desapareceram da mansão de Cascais, onde a Polícia Judiciária foi há dias fazer uma inspeção à coleção. Também há suspeitas que três das obras tenham sido falsificadas.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, a inspeção da PJ realizadas na semana passada detetou a falta de 15 obras de arte, que tinham sido arrestadas no âmbito do processo em que o ex-banqueiro, atualmente em fuga no Belize, foi condenado pelo desvio de 31 milhões de euros.

Os inspetores, que tinham sido mandatados para verificar a integridade dos bens arrestados durante as buscas à mansão da Quinta Patino, em 2010, suspeitam ainda que três dos quadros não sejam os originais. Os especialistas compararam as fotos que constam dos autos de apreensão, feitos aquando das buscas, com as obras que analisaram na semana passada e concluíram haver desaparecimentos e suspeitas de falsificação.

O tribunal foi informado das divergência e ordenou que as peças fossem apreendidas e alvo de perícias na Polícia Judiciária.

A apreensão ainda não ocorreu porque a deslocação de 124 obras de arte é uma operação logística que carece de muitos cuidados. Mas será efetuada dentro de dias, sem a presença de João Rendeiro, que continua em fuga, ao que tudo indica, no Belize.

A mulher de João Rendeiro, que tinha sido nomeada como fiel depositária das obras de arte, poderá ser indiciada por crime de descaminho, caso de se comprove o desaparecimento e troca de obras originais por falsificações.

Relacionadas