Crime

Detido no Luxemburgo suspeito da morte de Diana Santos

Reis Pinto

O corpo de Diana Santos foi encontrado num edifício abandonado

Foto Dr

A Policia Judiciária luxemburguesa deteve um homem, com 48 anos, suspeito da morte de Diana Santos, a portuguesa cujo corpo foi encontrado desmembrado no dia 19 de setembro. O suspeito foi ouvido esta sexta-feira em tribunal e ficou em prisão preventiva.

Em comunicado, a Polícia revelou que o homem foi ouvido pelo juiz de instrução da cidade de Diekirch, que determinou a sua prisão preventiva. Foi conduzido à prisão de Schrassig, onde deverá ficar a aguardar julgamento.

De acordo com o jornal luxemburguês Contacto, trata-se do tio do cidadão marroquino com quem Diana Santos vivia em Diekirch.

"A fim de não prejudicar a investigação em curso, o Ministério Público de Diekirch não comunicará, por enquanto, quaisquer outras informações e gostaria de salientar que qualquer pessoa que seja objeto de uma investigação ou procedimento criminal é presumida inocente até ser provada a sua culpabilidade por uma decisão final do tribunal competente", acrescenta uma nota da Polícia, citada pelo jornal.

Diana Santos, de 40 anos, que residiu em Vila do Conde, foi encontrada morta num edifício abandonado nas imediações da Câmara de Mont-Saint-Martin, no departamento Meurthe-et-Moselle, comuna francesa perto da fronteira com o Luxemburgo.

Relacionadas