PJ

Filmou-se a violar enteada em Guimarães

Vítima tem oito anos

Foto Arquivo Global Imagens

A Polícia Judiciária de Braga deteve um homem de 31 anos, residente no concelho de Guimarães, por fortes suspeitas de violar a enteada de oito anos, com quem vivia, e de filmar os atos que com ela praticou durante vários meses. Foi a mãe que denunciou tudo quando se apercebeu.

Em comunicado, a PJ informou que "os crimes tiveram início em setembro de 2020 e persistiram até meados do corrente mês de julho, no interior da habitação onde o detido residia juntamente com a sua atual companheira e a filha desta, menor de idade".

A menina, de oito anos, nunca verbalizou os abusos que sofria. A mãe só descobriu os abusos recentemente e apresentou queixa, de imediato, no posto da GNR das Taipas. A investigação foi conduzida pela PJ de Braga que, agora, deteve o homem fora de flagrante delito.

A investigação apurou que o homem aproveitava a circunstância de viver na mesma casa da vítima para abusar dela e violá-la, ao mesmo tempo que fotografava e filmava as violações. Foram apreendidos vários registos que indicam que o homem foi o autor de inúmeros crimes de violação, abuso sexual de crianças e pornografia de menores, todos agravados pelo facto de residir com a vítima.

O detido, sem antecedentes criminais por crimes sexuais, vai ser presente ao Juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Guimarães para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.