UCC

GNR apreende mais de uma tonelada de sardinha na lota de Portimão

JN/Agências

GNR apreende mais de uma tonelada de sardinha na lota de Portimão

Foto André Rolo / Global Imagens

A GNR apreendeu na quinta-feira em Portimão uma tonelada de sardinha por "ultrapassar o limite diário de captura" e 120 quilogramas "por não ser possível determinar" a sua origem, foi hoje anunciado.

A apreensão resultou de uma ação de fiscalização da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) daquela força na lota de Portimão, no distrito de Faro, para controlo das regras de captura, desembarque, transporte e comercialização de pescado fresco, indicou a GNR em comunicado.

Durante a fiscalização foi apreendida uma tonelada de sardinha (Sardina pilchardus) por "ultrapassar o limite diário de captura" e 120 quilogramas por falta de rastreabilidade, uma vez que não foi possível determinar a sua origem, "constituindo, por isso, um perigo para a saúde pública", lê-se na nota.

"Após verificação higiossanitária, 1.000 quilogramas de sardinhas foram colocados à venda em lota por garantirem condições para consumo humano", avançou a GNR.

O restante pescado foi doado ao parque zoológico de Lagos.

No âmbito da fiscalização, a UCC elaborou dois autos de contraordenação por incumprimento das normas para a captura e comercialização daquela espécie piscícola.

A GNR recorda que "os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais".